Sexta-feira, 30 de Março de 2012

Esta entrega tem por objectivo apresentar as componentes de especificação gráfica e especificação técnica do projecto.
Assume um papel importante na definição do projecto, sendo que, resulta no culminar das hipóteses tomadas até ao momento.
A especificação gráfica apresenta o resultado do estudo da interface e do logótipo da aplicação, demonstrando assim a linha gráfica a adoptar durante o desenvolvimento do projecto.
A especificação técnica define efectivamente quais as tecnologias a utilizar e como estas vão ser implementadas.


Desta forma, sintetizando, o documento irá englobar os seguintes pontos:


Especificação gráfica:


Especificação técnica:

 

Especificação Técnica - Projecto uaQuest

 

Especificação Gráfica- Projecto uaQuest

 

Modelo da Base de dados - Download

 

Referências Bibliográficas consultadas:
Android, G. Acedido em Março 2012, de http://developer.android.com/design/index.html.
Designers, U. I. Acedido em Março 2012, de http://www.androidpatterns.com/.
Mollerup, P. (1999). Marks of excellence: the history and taxonomy of trademarks, Phaïdon.
Wheeler, A. (2009). Designing Brand Identity - an essential guide fot the entire branding team, John Wiley & Sons, Inc.
 




Quarta-feira, 28 de Março de 2012

Este é o primeiro post onde o verdadeiro logo do uaQuest é apresentado ao mundo. Efectuamos um pequeno teste num aparelho móvel para compreender se este se mantinha legível em várias escalas.


tags:


Terça-feira, 27 de Março de 2012

A orientação do dia de hoje debruçou-se sobretudo sobre a especificação técnica. Iniciou-se com a apresentação do estado actual dos componentes da especificação gráfica, mas rapidamente se mudou de tema.

 

Sobre a especificação técnica, conversou-se sobre qual a melhor forma de apresentar as várias componentes, nomeadamente a arquitectura de sistemas e os fluxogramas.

 

Assim, de um modo geral, ficamos de apresentar:

 

 

Agora, de volta ao trabalho! ;)




Segunda-feira, 26 de Março de 2012

A aula de hoje foi leccionada pelos professores Helder Caixinha e Benjamim Júnior. Iniciou-se com uma explicação sobre a componente de especificação técnica da entrega. Esta tem de possuir:

 Finalizada a exposição teórica inicial, continuámos a o trabalho. Apresentamos aos docentes, a versão actual da nossa especificação gráfica, incluindo o manual de identidade, grelhas de cinzentos e estudo da interface.

Ponto actual do projecto:

 Todos estes estados podem vir a sofrer variações dependendo da reunião com os orientadores.




Quinta-feira, 22 de Março de 2012

 Este foi um site recomendado pelo Stor Pedro Amado para inspirar tanto o nosso logótipo como a nossa app, e diga-se que resultou ;)

Fica aqui o link para quem quer umas ideias futuristas.

 

http://jtnimoy.net/workviewer.php?q=178


tags:


Quarta-feira, 21 de Março de 2012

Encontramos este website sobre os padrões de desenvolvimento de interfaces para o Android. Vamos explorar porque isto promote :)

http://www.androidpatterns.com/


tags:


Terça-feira, 20 de Março de 2012

Uma parte importante do projecto passa pelo nome da aplicação. Este deve reflectir o que pretendemos, e ser ao mesmo tempo apelativo e facilmente memorizável.

Iniciámos o processo de decisão do nome através da definição dos valores que pretendíamos passar. Posteriormente criámos um mapa de ideias com os principais conceitos da nossa aplicação, para inspiração.



Após esta reflexão inicial, iniciou-se aquela fase em que disparatamos tudo o que nos vêm à cabeça, variando o caminho de pensamento, para tentar chegar a um nome. Resultou em algo assim:




A partir desta lista e refinando chegamos a seis nomes que mais gostamos, reduzindo, posteriormente para 2. Esta redução deveu-se ao facto de considerarmos oportuno existir o prefixo UA no nome, remetendo assim para a própria universidade.



Sobre estes dois nomes (uaPath e uaQuest) existiu alguma reflexão.

O nome uaPath, lembra um caminho a seguir, um percurso, fazendo referência quer ao percurso académico dos novos alunos, quer ao percurso próprio da nossa aplicação e que visa descobrir a UA. No entanto este possui algumas desvantagens. A sonoridade própria do nome não é a mais agradável tornando-se difícil de pronunciar.
 

O nome uaQuest remete-nos para os valores que pretendemos efectivamente transmitir. A "Quest" reflecte um sentido, um objectivo, algo a ser atingido, descoberta. Ao contrário de uaPath, este tem uma sonoridade agradável e pronuncia-se da mesma forma que é escrito, tornando o nome correctamente pronunciável mesmo por pessoas que não dominem o inglês. Quem desconhece o significado de "Quest" poderá facilmente associar este a questionário, sendo igualmente apropriado, uma vez que os próprios enigmas da aplicação funcionam à base de questões.

Desta forma, o nome escolhido para o projecto será uaQuest.



Adeus uaPlay, foi agradável enquanto durou! ;)


tags:


Boas!
Só para começar de uma forma diferente, porque iniciar com "nesta orientação…" é muito mainstream. Ah, e porque fica bem cumprimentar as pessoas.

Agora coisas sérias!

Iniciou-se pela discussão sobre o nome da própria aplicação. Este tem sido discutido pelos membros do grupo e decidiu-se optar por uaQuest (Em breve um post sobre o processo de decisão).

Outro ponto oportunamente discutido foi a língua a utilizar na aplicação. A aplicação vai ser construída para dar suporte quer a Português, quer a Inglês, no entanto a camada de conteúdos irá ser desenvolvida recorrendo ao inglês, de forma a permitir o seu uso também pelos alunos da UA provenientes do programa Erasmus, ponto concordante com a opinião dos orientadores.

Sendo esta semana sobretudo dedicada à especificação gráfica, procedeu-se à discussão sobre qual o estilo a abordar. Pensamos em desenvolver o grafismo recorrendo a um ambiente futurista. Um estilo medieval iria obrigar uma certa relação com esta época, bem como algum realismo. Estando a aplicação associada à universidade o futurismo remete também aos valores de inovação da própria UA.


Dentro desta temática torna-se importante referir a tipografia. Esta, no que diz respeito ao logo, pretende-se especificamente desenhada, enquanto que para o restante texto será utilizada um tipo de letra existente. Este ponto ainda requer alguma pesquisa por parte do grupo, nomeadamente no que diz respeito à sua legibilidade no ecrã do telemóvel.


Por último, existiu uma breve discussão sobre a especificação técnica de modo a ter já um conhecimento sobre o que era necessário e caso haja tempo iniciar o seu desenvolvimento


#cenas offtopic:
O professor Licínio está de volta e a reunião voltou à sua duração mais ou menos normal! ;)




Segunda-feira, 19 de Março de 2012

A aula de hoje deu início à fase de especificação gráfica, sendo leccionada pelos professores Pedro Amado e Ivo Daniel.
Existiu uma introdução teórica explicando as tarefas propostas para esta fase. Pretende-se, assim, a apresentação do nome e respectivo logótipo, integrados num manual de identidade da marca. Foram igualmente expostos alguns exemplos destes manuais, nomeadamente edp e pt.
Além do logótipo e da marca, é pretendida a apresentação das grelhas dos ecrãs únicos, bem como a sua especificação gráfica, cromática e tipográfica.

Durante esta aula procedemos a um severo brainstorming sobre o nome do projecto mas sem sucesso. Existiu também uma conversa com os professores sobre esta mesma temática, tendo se revelado útil e inspiradora.




Domingo, 18 de Março de 2012

Bem, uma pesquisa rápida revelou alguns recursos interessante para o desenho de interfaces para android.

http://coding.smashingmagazine.com/2011/06/30/designing-for-android/

http://developer.android.com/design/index.html




.mais sobre mim
.pesquisar neste blog
 
.Julho 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.arquivos

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

.tags

. todas as tags

.links
.subscrever feeds